_________________________________________________________________________________________________


quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Direto do forno!



Ops... melhor seria "direto da barriga"!!!

Vou explicar!

Em agosto estávamos nós em Gramado quando Minhosa (minha mãe, lembram?) ligou contando que a Lindinha teve 4 filhos!

Lindinha = uma gata de rua que adotou nossa casa! Sim, adotou... Os origamistas e artistas de plantão (como artistas gostam de gatos!!!) sabem bem como esses bichanos são: se gostam da gente, tornam-se nossos donos!! E não temos muito o que fazer não... rs

Breves palavras sobre Lindinha: magrela que só, mais "de rua" impossível, no meio do ano passado começou frequentar nossa casa. Não é boba nem nada, vinha aqui se alimentar. Ração de boa qualidade, água fresquinha e pessoas sempre dispostas a oferecer carinho a quem precisa. O que mais ela queria? Nada... tanto que a bicha ganhou até nome: Lindinha... Coisa da Minhosa... rs

Mas a gata é muito sem vergonha! Já chegava enroscando, ronronando, e nisso foi ficando!!!

Aí em agosto vieram os filhos...

Minhosa fez o que????? Colocou todo mundo pra dentro de casa! aff... Ela (a Lindinha) tinha colocado os filhotes no forro da casa, mas um deles caiu. Ao invés de deixá-lo num lugar que Lindinha pudesse pegá-lo... mas não... o bichinho veio pra dentro. Resultado: Lindinha desceu com os outros três e foi morar com a família no jipe do meu pai, na garagem do fundo.

Leite, água, Whiskas, e lá foram eles crescendo, crescendo, crescendo...

Moravam lá na garagem do fundo, que eu delicadamente chamava "Edícula".

Já grandes, primeiro sumiu a Tabuleiro (ela tinha mancas na cabeça igual um tabuleiro de damas... coisa minha esse nome! rs), depois o branquinho (o mais lindo, que nunca ganhou nome) e, por fim, a Wolverina (tá... já devem imaginar coisa de quem é esse nome... rs Ela parecia o Wolverine, do X-men!!!). Ficou só o "cinza" - hum... to achando que houve uma crise de feminismo aqui em casa... Só as meninas ganharam nome! Bem, deixa prá lá. Voltemos à história da Família Lindinha.

Como ficou só o cinza, o que decidimos??? Ficar com ele! Claro!!! Detalhe: o cinza foi o que caiu do forro... Tinha que ficar mesmo!!! Estava predestinado! hihi

Mas eram todos ariscos, apesar de terem vivido aqui desde o nascimento.

Peguei o gato, que me arranhou, e coloquei-o nesse quarto que estou. Fiquei com ele no colo conversando, explicando da nova vida dele! rsrs

Bobeiras à parte, o fato é que em dois dias o gato estava super mansinho! Uma coisa fofa!!!!! Brinca com tudo que vê!!!!!

E ganhou um nome!!!!! Filhoquinho! Sim, fui eu que batizei, por que?? kkkkkk




Um dos brinquedos favoritos dele é o cabelo da Ada!!! rsrs É isso mesmo que estão pensando: depois dessa ludicidade animal, o cabelo vira uma bucha só!




Tempos depois, Filhoquinho ganhou um irmão, o Valente (vulgo Morcego, ou Morceguinho - atende por todos). Afinal, embuchar o cabelo da Ada não estava dando, ele precisava de um irmãozinho. Morceguinho estava esgoelando de fome na rua, não aguentei... kkkkkkkkkk
O danado comeu como eu nunca vi... Tadinho...





Preciso ser honesta... O Morcego na verdade chamamos "Mucego" ou "Muceguinho"... jeitinho carinhoso!!! rs
Ele é super super "de rua", estamos cortando um dobrado pra educar esse menino...


Bem...
Nisso, pelo tamanho do Filhoquinho podem perceber que a Lindinha já tinha sumido.

Até uns 20 dias atrás... Vem, come, vai; vem, come, vai...

Falei: Minhosa, sua filha está grávida de novo!!!!!

E estava.

Hoje de manhã avisei: não demora nascer!!

Demorou menos do que eu imaginava...

Antes do almoço Ada estava deitada na cama dela conversando na net e me chamou: "está acontecendo alguma coisa esquisita aqui debaixo!"

Quando abaixei, ouvi miados...

Lindinha criou dois gatinhos numa caixa de sapato! Bem... Ada não gostou muito não... rs Mas o almoço já estava pronto, falei: vou almoçar, depois resolvo isso!

Depois do almoço e de um refrescante picolé Kibom de limão (aqui continua um inferno de quente...) - Ada e Minhosa foram de uva - fui resolver o problema... rs Catei Minhosa pra ir me ajudar, afinal, ela que não conversou com a filha e a bicha apareceu grávida de novo!!! kkkkk

Já eram 4 gatinhos! Um ainda com placenta e o diabo a quatro! Ada: "Eca! Que nojo!" Isso porque ela não viu Lindinha comendo aquilo tudo... rs

Lá não podia ficar, lógico... rs
O jeito foi a tradicional caixa de papelão!!!!!

Apresento a vocês Lindinha e seus recém nascidos filhos!!! E um adequado aviso: FRÁGIL!





Precisam ver como ela é boa mãe... Ao menos foi da outra vez e espero seja dessa!!!


Hoje é o primeiro dia do Ano Novo chinês. Havia melhor maneira de começar o Ano do Coelho?? Impossível!!! E logo depois do Dia de Iemanjá... Mães a toda!!!

Que este seja um ano maravilhoso para todos!!!!!!! Que seja de fato um ano harmonioso, tranquilo, reinando a paz, bondade e boas maneiras!!!

Bom Ano do Coelho a vocês e os seus, meus queridos!!!


Ok, ok, sei que me empolguei, extrapolei!! Digitei demais e meu cotovelo esquerdo está me lembrando disso!!!

Deixo vocês com esse prenúncio de um farto ano!!!

Beijos miados e felpudos!
Isa
©

14 comentários:

Déli disse...

É bem próprio para começar o ano do coelho...rs...

LINDOS!! Todos lindos, a história toda linda... quem me conhece sabe que eu também amo gatos, sinto uma imensa vontade de resgatar cada um que vejo, mas se eu fizer isso... enfim, minha mãe não é compreensiva como Minhosa e eu moro em apartamento com uma gatinha bastante ciumenta.
Mas é lindo mesmo...

Adorei a história de Lindinha e seus filhos...rs...

Beijos!!!

Ivani disse...

Miau, Isa!

Adooooooooooro esses bichanos! Tenho só uma e meu coro cabeludo deve estar cheio de cicatrizes de tanto receber "carinhos" dela.

Beijos e parabéns para a mamãe gata.

Neusicleia Linjardi disse...

Ameiiiiiiiiiiii !!!!!!!!!!!!!
bjossssssssss

mew disse...

Que lindinhos! O preto e branco parece com um dos meus filhotes!

Detynha disse...

Que gracinha Isa!!!
Apesar de eu ter alergia adoro gatos,são tão fofuxos hihihih!!!
Bjim no coração minha linda.

Gi disse...

ai que coisinhas mais fofas *-*
já tive minhas aventuras com gatos também... no prédio onde moro, tem uma gatinha. e a minha faculdade, que fica do lado, é cheeeeiaaa de gatos (já contei 12 gatos comendo num canto uma vez, e vi mais uns 10 num outro. mas sei que tem mais XD). umas 2 vezes já, alguém jogou filhotinhos no prédio XD
uma vez jogaram 3! pegamos o carro e fomos devolver na faculdade... hahaha

bom, apesar da minha rinite, amo gatos <3

Life's Dog disse...

Fatos da vida!!!

Quantos gatinhos...risos...nossa acha quarto para tantos filhos...kkk...Filhoquinho parece que usa peruca dividida no meio...mto engraçado.
Tem que falar para Minhosa conversar com a Lindinha sobre como se cuidar para não acontecer isso.
Cuida dos gatinhos e do cotovelo.

Bjs

- Aninhahh.' disse...

Isa...Muito lindinha a sua Lindinha. Eu tbm tenho uma gatinha que adotou a minha casa(melhor, a casa do meu namorando...)Ela é taum lindah...Kualker dia eu posto sobre ela e vc vai lá dar uma olhadinhahh !

Beijo...

Leila disse...

Que delícia, Isa! Filhote é tuuuudo de bom!
E que figura de Filhoquinho! Sabe que as manchinhas no focinho dele lembram o bigode do Sr. Madruga? Rsrs!
Beijo!

Tatiane Midori Shimada disse...

Lindos, lindos. lindos...
adoro bichos todos, de qualquer tipo ou raça. Filhotes então nem se fala.

bjus

Silvana disse...

Lindos demais!
Toda a história e os bichanos!

Já adotei um gatinho da rua também, mas eles são muito inquietos. Parece que a rua chama... hehehe

Hoje tenho a Lila, calminha, charmosinha e companheira.

Beijos pra todos!

Sandra disse...

Olá Isa! Que história linda. Eu também tive uma gata de rua de nos adoptou com família. Também ela teve filhotes, que nós dávamos para amigos porque todos queriam um filhote da Tartaruga (era o nome dela). Os filhotes dela não eram nada ariscos, ao contrário da mãe. Mas ela era de uma inteligência que impressionava. Viveu connosco até ficar bem velhinha e quando morreu toda a família chorou.
Deixei um selinho para ti no meu blog.

beijinhos e bom fim de semana

ilza disse...

Que bom saber que tantas pessoas curtem os bichanos...
Sempre tive gatos de rua, esses vira-latas apaixonantes, que nos dao tao pouco trabalho. Só que agora, nao posso tê-los... Parabéns por tanto carinho e quem sabe nao surge uma peça pra eles tal qual aconteceu com o Muni?
Abçs carinhosos...
Ilza Lima

Norberto Kawakami disse...

Isa, beleza?
Quando eu era criança, minha mãe que gosta de gatos, tinha uma porção. E volta e meia aparecia uma gata prestes a dar a luz.
Eu sempre acompanhava para ver se tudo dava certo, como se eu soubesse o que fazer se algo desse errado...
Era sempre uma alegria vê-los nascendo.

abraço

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin