Translate


Os modulares, para mim, representam as relações humanas. Ninguém vive sozinho, ninguém brilha sozinho! Um módulo solitário não tem beleza... Ele só se torna realmente belo quando está em conjunto, quando cada um ocupa seu devido lugar...
.

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Pose para foto


Oi amigos!

Chegam muitas perguntas sobre minhas fotos, como são feitas, que equipamento, se são em estúdio, se eu mesma faço.

Quando faço os vídeos aproveito e faço várias fotos do origami, para ilustrá-lo. Sempre gravo no escritório, pois tenho grandes janelas dos dois lados, e a luminosidade é ótima - o que é meio caminho andado para uma boa foto. Nunca fiz curso, mas uma boa luminosidade é requisito visível a qualquer leigo!

Depois de gravar o vídeo do Jardim de Tulipas, como de costume fiz muitas fotos. Eu trabalho sempre sozinha, à exceção de um vídeo que o Alex ficou me "pentelhando" e foi muito divertido!! O fato é que nunca tem alguém para me ajudar, e me viro com o que tenho à mão. Quem é taurino aí sabe do que estou falando... rsrs 

Eu costumo até montar uma mini parafernalha para fundo infinito, nada muito complexo. Mas os 4 jardins tomavam um espacinho considerável e não tinha nada ali para fazer um suporte para a base. O jeito foi me virar com o que tinha. 

Câmera no tripé, mesa forrada com napa branca, só precisa levantar a napa! Bendito seja o inventor do timer nas câmeras!! 

Fiz uma foto pra ver se ficaria legal. Gostei da posição do Jardim, hora de usar o timer! 10 segundos, tempo suficiente para correr para o outro lado e levantar a napa! Uma vez mais para garantir - taurino que é taurino gosta de garantia de sucesso!

Quando abri no computador a sequência eu amei! rsrsrsrs E lembrei das pessoas que me dizem: "preciso comprar uma câmera boa", "preciso aprender a fotografar" e coisas do tipo. Eu uso uma câmera compacta com alguns recursos que me permitem brincar bastante, dentro do que eu sei de fotografia - quase nada! rsrsrsr Isso quando não uso meu celular mesmo, o que acontece MUITAS vezes! Só não o uso para gravar, pois os vídeos gravo em HD, e pelo celular ficam em outro formato. 

Então, como sempre, compartilho com todos um pouco do que acho ser útil para vocês! Sugiro que abram a primeira foto e passem por elas com a seta para a direita, assim verão a sequência de fotos! 






 Da última recortei a parte que me interessava na imagem! ;)



É isso! Espero que as dicas possam ajudar um pouquinho!

Tenham um excelente final de domingo, sem horário de verão!!! uhuuu!!!!!!!!!! 

Eu, pra variar, vou trabalhar mais um pouquinho... Ah, se eu ganhasse o tanto que trabalho... Tava feita! hehe

Beijos no coração
Isa


sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Dicas pós vídeo!


Oi amigos!

Pessoa inquieta que sou, depois de fazer um vídeo sempre surgem novas ideias... rsrs Assim, para completar o vídeo vim fazer este post. 

Eu havia feito jardins de 4 e 5 tulipas. Fiquei com preguiça de fazer com 6 (confesso que queria ver o resultado), e achei que 3 seria muito mixuruca... rs

Mas o número 3 ficou me atazanando a cabeça: "Faz de 3! Faz de 3!". Então fiz. E não é que o danadinho ficou gracioso?? Então, para o povo da preguiça, podem fazer com 3 módulos que fica bem legal também! A parte das folhas fica mais "murchinha", mas eu achei bonitinho! 




As pontinhas das folhas dei uma arredondada, uma sensação de movimento. Gosto bem delas retas, mas arredondadas também ficam bonitinhas. Folhinhas mais barrocas! ;)



Outro detalhe: pode-se também ao fazer a primeira dobra no meio da folha, fazer pelo outro lado, aí não fica com o encontro de bordas no meio. No vídeo fiz como a da direita, e se inverter fica como a da esquerda. Mas confesso (ô pessoa "confessera"!) que prefiro como está no vídeo, por isso gravei dessa forma. Ela como a figura da esquerda fica mais "chapada", fica uma folha grandona. Com o corte no meio tenho a sensação de mais suavidade, como se fossem duas folhas mais finas. Em verdade sempre aparece uma cortada e uma inteira, mas eu prefiro que a que aparece mais, a da frente, seja a cortada. Mas gosto é igual pescoço, cada um tem um! Tô gracista hoje... rsrs



Aqui um close para verem os arredondados das pontas e a folha sem "corte".



Esse da foto fiz com papel de 7,5cm todos os módulos: tulipas, hastes e folhas. Ficou pequenininho:




Ficam as dicas! E que floresçam muitos Jardins de Tulipas por aí!!!! Já tem muitos maravilhosos! Estou pensando em fazer um sorteio entre as pessoas que dobraram os jardins... Aguardem!!! E dobrem!!! ;)

Beijos no coração
Isa






quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Jardim de tulipas


Bom dia, amigos!

Carnaval acabou, agora começa o ano! Eu trabalhei horrores no carnaval, nada de folia. Dois prazos em processos vencendo hoje, o jeito foi trocar os confetes e serpentinas pelo computador e livros. Isso porque meus planos carnavalescos eram bem outros..... Mas é a vida!!! 

Único momento que fugi do Direito foi para testar uma ideia no sábado à tarde. Sabe quando a mão coça e você tem que dobrar? Pois é. Ainda mais quando é algo simples, que não requer muito tempo!!

Fiz, eu e Minhosa gostamos, postei essa foto no Facebook:




Como deu certo e muitas pessoas no Facebook gostaram, fiz o vídeo para todos!! A tulipa é tradicional; a haste também, apenas com outro ponto de dobra para a folha; e umas folhinhas extras para compor o jardim.

Na verdade o primeiro que fiz foi o maior, depois o branco, na sequência o lilás para testar com 5 módulos e o laranja foi o que fiz gravando o vídeo.



Precisava de um nome, e não queria que fosse "vasinho", porque a ideia não era de vaso, mas sim de folhas. Assim, achei mais adequado à ideia "Jardim de Tulipas"!!

Penso que para centro de mesa em festas ficará bem legal! E fácil de fazer, o que é fundamental!!! Sei bem o que é decorar festa... dá um trabalho danado! Quanto mais efeito com menos trabalho, melhor!! hehe

Já tem muita gente dobrando por aí, e o álbum coletivo no Facebook está lindamente florido!!! Brasil, Alemanha, Filipinas, Portugal, Itália, Colômbia, Argentina... Tem Jardins florescendo em todos os cantos!

Para quem ainda não viu o vídeo, aqui está!




Façam seus jardins e me mandem foto para postar no álbum coletivo!!!

Boas dobras!!!

Beijos no coração
Isa

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Inspiração


Boa noite, amigos!

Como estão de carnaval? O meu passei trabalhando... Deus ajuda quem cedo madruga! Estou me fiando nisso... rsrs

Muitas pessoas me perguntam de onde vem a inspiração para fazer uma peça nova. Se eu contar ninguém acredita como algumas peças são criadas... rsrsrsrs Sayuri bem sabe, porque como ela veio morar aqui em Timóteo convive comigo de perto. 

Tudo é inspiração, depende do meu estado de humor! rs 

Tem uns "experimentos" que surgem de algo completamente diferente, e vão tomando forma praticamente guiado por si mesmo, não necessariamente pelo que pensei no início. 

Como a pergunta sobre a inspiração é uma recorrente, lembrei-me de fazer uma postagem sobre isso a partir de um momento recente. 

Outro dia fui convidada pela querida Guadalupe, lá do México, a participar de uma ciranda de origamis, onde deveríamos postar um origami por dia, por 3 dias consecutivos, e convidar outras pessoas a participar. 

No terceiro dia, 12 de fevereiro, eu abri meu Facebook e dei uma passeada pelo feed de notícias, o que não tem sido uma constante pela falta de tempo. Já abro direto na minha página, respondo comentários e pronto. Porque quando começamos passear pela internet o tempo voa..... né??

Pois bem, o fato é que aquele dia dei uma olhada nas postagens dos amigos. Aí vi este tradicional kusudama Diamond precisamente dobrado pela querida Jeane Garcia, e adornado com uma também precisa roseta. Eu achei linda a composição e a foto. Foto é algo que me encanta, e espero ter tempo de fazer um curso de fotografia dia desses. 





Olhando aquela composição pensei: hum... podia fazer uma peça de um papel só, com pontas plissadas, para usar como acessório nos fios de kusudama... Porque nem sempre quero compor com outro modular, ou tsuru, ou lírio... 

Fui trabalhar. Quando desci do escritório para tomar café peguei um papel e fui pro quarto da Minhosa com meu papelzinho na mão e umas ideias de sequência na cabeça. 

Os plissados foram surgindo, o papel tomando forma, e minutos depois estava no papel o que vi a partir do kusudama tão bem dobrado pela Jeane. Não tinha nada a ver com o Diamond (não era para ter mesmo), mas no frigir dos ovos surgiu dele. Mandei uma foto pra Totoca ver, no exato momento da cristalização da ideia:




Aliviada a tensão da ideia pulsante, voltei ao trabalho. Mas a cabeça não sossegava... eu queria testar aquela sequência em um pentágono para logo adequar as dobras. Sim, adequar, porque considerando a diferença de formato sempre é necessário fazer adaptações. E não é que saiu bem agradável aos meus olhos? O verso não fica tão certinho quanto a outra peça, mas gostei com 5 pontas.



Naquele dia convidei a Jeane para entrar na ciranda, como forma de agradecer pela inspiração. Ela ainda não sabe que esse foi o motivo, e como sou uma brincalhona anunciei que tinha um motivo para convidá-la, que contaria no dia seguinte. Mas estive bem ocupada estes dias, não deu para postar! 


No dia seguinte foi a vez de fazer com um papel radial, que tanto gosto:



As duas juntas, para comparar os resultados:



Aproveitei e fiz outra de papel quadrado, usando um papel dupla face com borda florida:




Agora o próximo passo é usar em um móbile para ver se vou gostar mesmo! rsrs


Obrigada, querida Jeane, pela inspiração! E me desculpe por te fazer esperar pela explicação! Na hora já quis fazer esta postagem, mas como passei o carnaval trabalhando e gravando não tive tempo...


Bem, esta é uma peça bem simples, nada demais, mas talvez seja interessante para os leitores saber como acontecem as ideias na cabeça da gente! ^_^

Tenham todos uma quarta-feira de cinzas bem tranquila para se recuperarem da folia!!! Eu vou... trabalhar! Pra variar... 

Agora preciso mimir...

Bons sonhos!

Beijos no coração
Isa


sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Saiu do casulo!!


Há muito tempo, diria uns dois anos, tinha vontade de fazer um modular: um kusudama simples de base e do meio de cada módulo borboletas encaixadas. Sim, encaixadas, porque se fosse para colar usaria a do mestre Yoshizawa, que tanto gosto.

O kusudama de base era o de menos, o negócio era a borboleta. Tentei um par de vezes, mas sempre a ideia era atropelada por outra nas primeiras tentativas frustradas. Isso acontece muito! A gente pensa em uma coisa, começa colocar no papel, e se não sai exatamente o que queríamos, do que saiu já vem uma ideia nova e acabamos por desenvolver a nova, deixando a original de lado. 

Dia 02 de fevereiro, dia de Iemanjá, estava eu no escritório trabalhando e veio uma ideia. Mais uma, mais outra... Um módulo de cada dobrado, pois o tempo é curto, e de repente veio o encaixe da tal borboleta perseguida há tanto tempo!! 

Fiz a base, a borboleta, encaixei a borboleta e... era aquilo!!! Não sabia se as pessoas iriam gostar, mas eu queria um kusudama cheio de borboletas pousadas!!  

Em 01 de maio de 2013 tive uma gostosa conversa com meu querido Daniel Naranjo e ele me perguntou o que me motivava a criar. Eu respondi rapidamente "as pessoas". Para mim é uma forma de retribuir todo carinho que recebo de todos, de levar alegria e cores aos corações de cada um que observa um origami desenvolvido por mim. Falamos mais sobre isso, e Daniel me mostrou a importância de criar para a gente mesmo. Então percebi que primeiro preciso com um origami alegrar meu próprio coração, e a partir daí chegar às outras pessoas seria uma consequência natural. 

E minhas borboletinhas trouxeram alegria ao meu coração! Assim, com muito carinho compartilho com todos vocês, para que levem leveza e sorrisos a todos!!! 

Nunca desistir, essa é a ideia! Uma hora o que queremos acontece!!






E lá no fundo o Marrom todo refestelado.... rsrsrsrs




Em tempo, amanhã vou gravar novos vídeos! Espero que gostem!!! ^_^


Que tenham um fim de semana de cores, alegrias e realizações!!

Beijos no coração
Isa

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Iemanjá


02 de fevereiro, dia de Iemanjá.

Não sei se posso dizer que sou devota de Iemanjá. O fato é que há anos faço minhas homenagens à Inaê com muito carinho. Minas Gerais não tem mar, então encontro outra forma de reverenciar a Mãe D´Água, até o 02 de fevereiro que possa ir à Praia do Rio Vermelho levar minha oferenda. Ah, um dia irei!

É em cada dobra de um origami azul e branco, cores da Sereia do Mar, que agradeço as bênçãos do ano e peço sua proteção no caminho que se seguirá. 

Iemanjá é a Grande Mãe, que a todos recebe, acolhe e tutela. Assim, nada melhor que escolher para hoje um origami com história de mãe...

Há uns dias uma ideia estava na minha cabeça, mas não tinha oportunidade de dobrar. Sexta-feira à noite eu estava assistindo novela (Império) com Minhosa (Iêda, minha mãe), então peguei uns papéis e sentei no chão, pois estava (está) muito calor para sentar no sofá... 

Dobra aqui, dobra ali... Entre mim e Minhosa silêncio total. O som da televisão nem entrava em meus ouvidos, pois estava concentrada em passar para o papel a sequência que piscava diante de meus olhos.

Dobrei um módulo, outro módulo, ajustes aqui e ali, proporções. Outra ideia. Dobra aqui, dobra ali, outro módulo, ajustes, proporções... Logo na mesa haviam seis módulos.

E o silêncio se rompe:

"Conseguiu?" - perguntou Minhosa.

A resposta foi melhor que ela esperava: Sim, e não apenas um!

E com todo amor como Iemanjá tem por seus filhos, ela me disse: "eu adoro quando você fica aí concentrada criando suas coisas!"

No sábado fizemos um "almoço de meninas" em casa, e como estávamos entre amigas sem cerimônia, depois de almoçar peguei meus papéis para dobrar uma das ideias desenvolvidas. Kusudama pronto, mas ainda ideias a desenvolver. 

Sábado é o dia de Iemanjá (para quem não sabe, cada orixá tem um dia da semana), e assim como ela é um orixá simples comparado às cores e riquezas dos outros, mas de beleza ímpar, percebi que poderia fazer algo mais simples e com tanto efeito quanto o anterior. Inspirações vindas da Grande Mãe!

Decidido. Aquele seria o origami para Iemanjá 2015. 

E em que pese haver feito há uns anos a Mandala de Iemanjá, composta por módulos de Electra e Lírios, não há um origami chamado Iemanjá. Não havia. 

Para Iemanjá, "Iemanjá"! E flores brancas, claro!





Odoyá, Rainha do Mar!

Com amor,
Isa



terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Frame - do módulo ao móbile


Oi amigos!!!

Há muito tempo eu tenho vontade de dar uma aula bem completa em alguma convenção, ou encontro. Seria uma aula onde ensinaria um kusudama, franja, montagem do fio, como escolher e colocar as contas. 

O mais próximo que cheguei disso foi na Convenção OrigamiUSA (Nova Iorque, junho/2014), onde ensinei a Florucha completa, com material da minha linha alemã. Aqui no Brasil ainda não consegui dar uma aula dessa forma. Quem sabe um dia?! Enquanto esse dia não chega, gravei um vídeo ensinando um kusudama simples, de 6 módulos (feito inicialmente para ser usado como porta foto), a montagem, Camélias Japônicas (origami tradicional) para enfeitar, e o fio. Como já gravei a franja (tassel), apenas coloquei o link. Mostro como guardo minhas bolinhas, contas e afins, e ensino uma maneira organizada de separar as contas que serão usadas no fio.

Espero que seja útil!!! 

Beijos no coração
Isa








Blog Widget by LinkWithin

Encontro Nacional de Origami - Belo Horizonte Sábado 05/09/09

Loading...

Encontro Nacional de Origami - Domingo 05/09/09

Loading...